O domingo ainda não terminou e a politica foi capaz de produzir três notícias devastadoras. Brasília,  no meio da tarde, FERVE!   Ao longo dos 55 anos da Capital Federal, certamente os brasileiros não tinham testemunhado a desmoralização total da classe política e o esfarelamento da democracia no país. Se chega ao ponto de um Comandante Militar ser escalado para falar mal de “grupos políticos – e acreditem, NÃO SÃO COMUNISTAS -; A ameaça do Procurador Geral da República anular a delação de um executivo da Odebrecht que mostra uma extensa lista de políticos que foram “cooptados e comprados” por uma empreiteira gigante e, para “temperar” ainda mais o clima, a demonstração da fragilidade do governo Temer, quando o presidente convoca uma reunião de emergência e demonstra  que “acusou” o golpe, uma vez que foi citado mais de 50 vezes na delação.

Rodrigo Janot já anulou a delação de Léo Pinheiro, lembram? A revista Veja mostrou que o executivo da OAS  contava “cobras e lagartos” de políticos de alta patente e, inclusive do envolvimento do Ministro Dias Tóffoli no esquema da Lava jato. Sob o argumento de que o conteúdo da delação não havia sido homologada, Janot “enlouqueceu”, chamou uma coletiva de imprensa, anunciou que estava anulando as confissões de Léo Pinheiro e que iria apurar tudo. Apurou? Nada! Silêncio Total…

Agora Rodrigo Janot volta a atacar. Quer anular tudo, amorcegar tudo…

https://cristalvox.com/

Carregar mais artigos relacionados

Além disso, verifique

Ao menos 52 mortos em atentado do EI em Bagdá

Ao menos 52 pessoas morreram e várias dezenas ficaram feridas nesta quinta-feira em um ate…